ELETRI CAR

ELETRI CAR

A CREDINORTE MÓVEIS

A CREDINORTE MÓVEIS

CLUBE BOI NÃO BERRA

CLUBE BOI NÃO BERRA

CARLIANE CABELOS

CARLIANE CABELOS

LOJAS L3A

LOJAS L3A

terça-feira, 30 de junho de 2015

Homem morre em acidente após viseira de capacete cortar sua jugular



Na madrugada deste domingo para segunda (29/06) um trágico acidente motociclístico tirou a vida de um jovem trabalhador, desta vez ele estava fazendo uso do capacete, mas por ironia do destino foi ele que fatalmente ceifou sua vida.

Segundo informações o jovem Leonel Alves de Lima de apenas 31 anos, voltava da localidade Santiago em Piracuruca, quando chegando na avenida São Vicente de Paulo (BR-343), na altura doMOTEL Dallas, por algum motivo desconhecido perdeu o controle da moto e colidiu fortemente em um poste, com o impacto ele morreu na mesma hora, a equipe do Hospital encaminhou seu corpo para o necrotério, onde foi constatada várias fraturas, a mais grave foi a quebra do pescoço, além da viseira do capacete ter se desprendido e cortado a jugular.

Ele morava no bairro de Fátima, era sobrinho do senhor conhecido como Bené mecânico, deixou esposa e dois filhos.


STJ nega a Djalma Filho nova tentativa de evitar Tribunal do Júri pela morte de Donizzetti Adalto

GIL SOBREIRA, DO GP1
O Superior Tribunal de Justiça negou mais uma tentativa de evitar o julgamento pelo Tribunal Popular do Júri ao ex-vereador Djalma Filho, acusado de ser o mandante do assassinato do jornalista Donizzetti Adalto, ocorrido em 1998. O ex-vereador ingressou com novos Embargos de Declaração junto ao Superior Tribunal de Justiça – STJ que foram julgados em 18 de junho. A sexta turma do tribunal não acolheu os embargos, rejeitando-os por unanimidade. Com o fim dos recursos protelatórios o processo será enviado a 1ª Vara do Tribunal de Popular do Júri da Comarca de Teresina para ser pautado para julgamento.
Imagem: DivulgaçãoDjalma Lima(Imagem:Divulgação)Djalma Lima
Participaram do julgamento os Ministros Nefi Cordeiro, Ericson Maranho (Desembargador convocado do TJ/SP), Maria Thereza de Assis Moura, Sebastião Reis Júnior e Rogério Schietti (relator).

Entenda o caso


Djalma Filho foi pronunciado pelo juiz da 1ª Vara do Júri, Antônio de Jesus Noleto e recorreu ao Tribunal de Justiça do Estado. Dez anos depois do crime, a 1ª Câmara Especializada Criminal ao apreciar o recurso em 04 de dezembro de 2008, decidiu, por unanimidade, que Djalma Filho deve ser julgado por júri popular. Foi então interposto Recurso Especial e Extraordinário, ambos denegados em 15 de abril de 2009 e interposto em seguida Agravos de Instrumento contra as decisões.

Em despacho datado de 19 de maio de 2010 o então presidente do Tribunal de Justiça Edvaldo Moura se manifestou “tendo em vista a Certidão da Secretaria de Serviços Cartorários Criminal, informando que foram interpostos Agravos em Recurso Especial e Recurso Extraordinário, por parte do recorrente Djalma da Costa e Silva Filho, aguarde-se em cartório o julgamento dos recursos, respectivamente, perante o Superior Tribunal de Justiça e Supremo Tribunal Federal”.

Recurso no STF já foi julgado

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, negou, em 03 de fevereiro de 2014, seguimento ao Agravo de Instrumento interposto pelo ex-vereador Djalma Filho. O objeto do agravo era a decisão que negou seguimento a recurso extraordinário interposto contra acórdão do Tribunal de Justiça do Estado do Estado do Piauí.

Djalma Filho recorreu ao STF alegando “ausência de direito de Defesa, por conta de jamais ter sido oportunizado prazo para produzir prova”. Djalma afirma no recurso que “é garantido ao acusado o direito de ser processado perante juiz competente, resguardando, então, o Princípio do Juiz Natural”.

Em 11 de março de 2014 a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal, por unanimidade de votos, negou provimento ao agravo regimental interposto pelo ex-vereador e a decisão foi comunicada ao Ministério Público do Estado do Piauí em 11 de abril de 2014, através do ofício enviado via postal.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

FESTA DE ANIVERSÁRIO DO GILSON DA SERRARIA REUNIU CENTENAS DE AMIGOS















































Centenas de amigos foram prestigiar a festa de aniversário do empresário e grande liderança política de Cocal GILSON DA SERRARIA, uma festa com muita alegria onde o aniversariante estava muito feliz recebendo o carinho de todos, quando Gilson usou o microfone para agradecer a presença dos amigos, várias pessoas também fizeram questão de fazer uso da palavra demonstrando todo a admiração ao aniversariante, a festa foi animada ao som de Chico da Beta e CN SOM, muita cerveja gelada e churrasco.Mais uma vez queremos desejar ao nosso amigo os sinceros votos de um feliz aniversário de muita saúde e paz.